Lançado o Apache CXF 2.0 RC

Publicado: domingo, maio 6, 2007 em Web Services

O Dan Diephouse anunciou hoje em seu blog que foi lançado o tão aguardado, pelo menos por mim, Apache CXF 2.0 que pretende ser um framework de serviços Open Source intuitivo e fácil de usar.

Suporta:
– WS-Addressing, WS-Policy, WS-RM e WS-Security
– Integração com Spring 2.0
– Construção de web services a partir de POJOs (sem annotations)
– Transporte HTTP, JMS e local (in-JVM)
– Serviços RESTful incluindo serviços JSON.

Download em http://incubator.apache.org/cxf/apache-cxf-20-rc-incubating-release-notes.html

Ele implementa os padrões de web services, inclusive os do JCP. Os serviços são definidos usando contratos WSDL e podem ser acessados por meio de diferentes formatos de mensagens (bindings) e protocolos de rede (transporte) incluindo SOAP por HTTP, SOAP por JMS, XML por HTTP e XML por JMS. Pretende prover uma arquitetura plugável que suporte não somente XML mas também outros tipos de formatos de mensagens com qualquer tipo de transporte.

Suporta também modelos como JAX-WS, JBI, SCA e serviços CORBA. Foi projetado para deployment flexível em vários containers incluindo os baseados em Spring, JBI, SCA, Servlet e J2EE.

Os motivos do lançamento do substituto do XFire e do Celtix ainda como Release Candidate são principalmente dois:
– Ainda estão finalizando os testes de compatibilidade com o JAX-WS TCK, apesar de que a compatibilidade total só virá na versão 2.0.1.
– Liberando logo, mais pessoas usarão e mais chance de descobrir eventuais bugs.

Recomenda-se aos usuários do Celtix e do XFire que avaliem a migração para este que é uma junção melhorada dos dois projetos. Porém databindings JiBX e XMLBeans, só serão suportados na versão 2.1. Como foi desenvolvido para o Java 5, quem usa Java 1.4 precisa se valer do Retrotranslator.

A maior parte dos serviços escritos para o XFire devem ser compatíveis com o CXF. Porém serão necessárias mudanças nos arquivos relativos ao deployment ou na configuração xml para aproveitar as vantagens das APIs melhoradas e das melhorias nos formatos XML. Vejam o XFire migration guide para saber os detalhes.

Vantagens sobre o XFire:
– Melhor suporte a WSDL
– Melhor suporte a JAX-WS
– Melhoria no transporte JMS
– Plugins Maven
– Suporte a sintaxe Spring 2.0
– Melhor suporte a WS-*
– API mais limpa para construir serviços
– Fácil de usar pontos de extensão
– Suporte a RESTful
– Suporte para um binding XML cru, que não inclui um envelope SOAP

PS: Os indianos são minoria esmagadora dentre os 20 commiters.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s